valor do vale alimentação valor do vale alimentação

Como entender se o valor do vale-alimentação está correto?

6 minutos para ler

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Apesar de não ser um benefício obrigatório por parte das empresas, o vale-alimentação é um diferencial oferecido por companhias que valorizam seus colaboradores e têm o objetivo de se tornarem cada vez mais relevantes e competitivas no mercado. Mas, qual é o valor do vale-alimentação ideal?

Como entender se os valores oferecidos estão justos, acima ou abaixo do esperado e praticado por outras empresas? Saiba que, se a organização concede essa vantagem, todos os trabalhadores terão direito a ela e, independentemente do cargo, os valores depositados devem ser equivalentes.

Para ajudar a entender qual é o valor correto, listamos, abaixo, algumas dicas que podem auxiliar na compreensão da concessão desse benefício. Saiba que essas sugestões servirão de guia para você adotar uma gestão ainda mais eficiente. Boa leitura!

Faça adesão ao PAT

O Programa de Alimentação ao Trabalhador (PAT) visa facilitar o acesso à alimentação de qualidade aos trabalhadores, com a promoção de vantagens para empresas que fornecem ou custeiam as refeições de seus colaboradores. Por meio da adesão ao programa — que é gratuito —, a organização tem parte do valor do Imposto de Renda deduzido, em até 4%.

Ou seja: companhias que aderem ao PAT não têm incidência tributária sobre esses gastos no salário e benefícios (como FGTS e 13º salário) dos colaboradores, evitando impostos e demais encargos. Esse é um bom incentivo fiscal para essas empresas, além de ser um facilitador no custeio das verbas destinadas ao oferecimento de vale-alimentação, vale-refeição ou refeitório próprio.

Pesquise sobre o custo médio com alimentação na região

Empresas que oferecem o vale-refeição devem considerar o preço médio das refeições nos restaurantes localizados no entorno da empresa. A ideia é que seja oferecido aos colaboradores um valor justo em seus vales, para que eles possam fazer as refeições utilizando o benefício.

Exemplo: se a empresa é localizada em área de classe média, cujo valor médio do prato na região é superior a R$ 20, seria razoável que ela oferecesse o equivalente a R$ 20 por dia. No caso do vale-alimentação a lógica é a mesma: deve-se levar em conta o custo médio com alimentação para aquela região, mesmo em relação às compras em supermercados.

Programe e acompanhe os gastos do vale-alimentação

É muito importante acompanhar, com frequência, os gastos dos colaboradores com o vale-alimentação, pois esse também é um indicativo de que os valores estão equilibrados ou não. Se a empresa deposita o montante todo dia 1º e por volta do dia 5 a maioria dos funcionários já tiver utilizado todo o vale, pode ser que o valor esteja abaixo do esperado.

Além disso, a frequência de uso é outro indicador se o benefício oferecido está sendo realmente vantajoso ou não. Se os vales-alimentação estão sendo pouco utilizados e você percebe que os funcionários tendem a almoçar mais em restaurantes do que levar a própria comida, pode ser hora de mudar e destinar melhor o valor do benefício.

Powered by Rock Convert

Calcule o valor do desconto

Cada colaborador custa um valor significativo para a empresa, e isso não é novidade para você, certo? Muitas vezes, o custo com um funcionário pode representar até um valor equivalente ao dobro do seu salário e, por isso, todos os gastos, nesse sentido, devem ser bem administrados pela organização para evitar prejuízos.

No entanto, tenha em mente que os próprios trabalhadores já são onerados, de alguma forma, sobre os benefícios que recebem, como vale-transporte, 13º salário, FGTS entre outros. Por isso, a CLT prevê que o colaborador não pode ter mais do que 20% do seu salário contratual descontado com alimentação ou refeição.

Monte uma política de benefícios

Benefícios chamam muita atenção dos colaboradores, ao aceitar uma oferta de trabalho. Junto dos salários, eles tornam a empresa mais competitiva e, com isso, ela atrai talentos que almejam trabalhar em uma organização que valoriza o funcionário com a oferta de boas vantagens.

E nada melhor do que uma política de benefícios bem-elaborada para entender se o valor do vale-alimentação está correto ou não. Uma política de benefícios permite que a empresa destine valores coerentes e equilibrados em cada pacote de vantagens que oferece aos seus colaboradores.

Nesse pacote, por exemplo, a companhia pode distribuir o montante destinado aos benefícios, entre vale-alimentação, vale-cultura e vale-presente, por exemplo. Além de garantir recursos básicos, como alimentação, ela também oferecerá autonomia para seus colaboradores utilizarem os benefícios da forma mais conveniente para cada ocasião.

Terceirize a gestão dos benefícios

Está certo, nem sempre é fácil parar todas as atividades mais estratégicas da empresa para pesquisar, avaliar e mensurar os valores corretos para cada benefício oferecido aos funcionários. Além de trabalhoso, esse é um processo que demanda atenção a uma série de critérios que devem ser avaliados para tornar os benefícios realmente vantajosos.

A pergunta é: por que não terceirizar a gestão de benefícios e focar apenas nas atividades mais relevantes do RH, que refletirão em melhorias para toda a empresa? Por que não deixar as atividades mais burocráticas com parceiros que são especialistas no assunto e ter atenção total às estratégias voltadas aos resultados da companhia?

Afinal, é difícil saber, por exemplo, se é hora de aumentar ou manter o valor dos benefícios — em especial o vale-alimentação — nos valores atuais. Já tinha parado para pensar nisso e refletido sobre como esse é um processo um tanto moroso de ser realizado internamente?

Se essa pergunta parece relevante para você, saiba que a SPVale é uma empresa especializada nesse tipo de gestão para outras empresas. Toda a parte burocrática e trabalhosa fica a cargo da SPVale, para que sua equipe possa ter tempo e disposição para se concentrar no que é mais importante para o negócio.

É feito todo o gerenciamento de benefícios, como vale-transporte, vale-combustível, vale-refeição, vale-cultura e, entre outras atividades, identificamos o valor do vale-alimentação ideal para a sua companhia oferecer aos colaboradores. Nossa missão é deixar o setor de RH mais livre para desempenhar o seu compromisso com o seu time interno.

Aproveite para entrar em contato com a gente e descubra como podemos ajudar na sua gestão de benefícios!

Posts relacionados

Deixe um comentário