A gestão de pessoas e do negócio envolve diversos processos e uma dúvida que pode ser comum é sobre como calcular o desconto do vale-transporte dos colaboradores. Você também passa por isso? 

O benefício é obrigatório e visa garantir as condições necessárias para que o trabalhador se desloque de sua residência até a empresa e vice-versa. É fundamental que esse procedimento seja feito corretamente para não comprometer as finanças do negócio e não gerar imprevistos.

Pensando nisso, neste post, vamos falar mais sobre o assunto e dar dicas de como calcular o desconto do vale-transporte dos colaboradores. Continue a leitura e saiba mais! 

Quem pode receber o benefício

O vale-transporte é um benefício obrigatório, estipulado na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Ele deve ser ofertado a todos os funcionários, e todas as despesas com o deslocamento precisam ser consideradas. Sendo assim, caso o colaborador utilize metrô e dois ônibus para ir e voltar do emprego, tais tarifas devem entrar no cálculo do benefício. 

Contudo, há duas exceções na obrigatoriedade dele: quando a companhia oferece transporte gratuito, ou o profissional abre mão desse direito, o que pode acontecer caso ele receba vale-combustível, por exemplo, ou se considerar que o benefício não é vantajoso para a sua realidade. 

Como calcular o desconto do vale-transporte dos colaboradores

Antes de mostrarmos como efetuar o cálculo do desconto do vale-transporte, é importante destacar que o benefício não faz parte da remuneração, portanto, não há incidência de FGTS e outros tributos sobre ele.

De acordo com a legislação, a companhia pode descontar até 6% do salário bruto dos empregados para compensar parte dos custos com o vale-transporte. O cálculo deve ser feito de acordo com a quantidade de dias trabalhados e a realidade de cada funcionário.

Por exemplo, se determinado profissional recebe R$2.500,00, pode haver um desconto de até R$150,00 relacionado ao vale-transporte. Se ele trabalhou 22 dias no mês e teve um gasto diário de R$8,50 com transporte, o custo total do deslocamento será de R$187,00 — ou seja, o excedente será de responsabilidade da empresa.

Por outro lado, se a despesa do trabalhador com o transporte não alcançar o valor relacionado aos 6%, o abatimento será proporcional ao montante utilizado.  

Qual a importância de fazer a gestão correta do benefício 

Estimar o desconto do vale-transporte dos colaboradores não é algo tão complicado, mas se você considerar que o procedimento deve ser feito para toda a equipe, pode ser um pouco trabalhoso. Contudo, é essencial realizar essa conta corretamente para não afetar o orçamento da empresa, evitar descontos excessivos e não ter problemas trabalhistas no futuro. 

A dica para fazer o processo com mais facilidade é investir em sistemas para realizar a gestão do benefício de forma prática e otimizada. Assim, você se livra de erros e garante mais tempo para outras tarefas do dia. 

Essas são as principais sugestões sobre como calcular o desconto do vale-transporte dos colaboradores corretamente e não ter problemas no futuro. Você ainda pode contar com fornecedores especializados para fazer a gestão e disponibilizar o benefício em cartão. Além de facilitar o processo, a estratégia será positiva para acompanhar o uso e impossibilitar que o montante seja aplicado em outras situações. 

Quer otimizar a distribuição de vale-transporte na empresa? Nós podemos ajudar! Entre em contato e saiba mais!

Powered by Rock Convert