Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Tem uma empresa e não sabe mais como fazer para reter seus funcionários? Não precisa se desesperar. Existem algumas práticas de RH que são infalíveis na gestão de pessoas. Essas ações são estratégicas e requerem muita atenção no planejamento e execução.

Quando a organização dá o devido valor ao capital intelectual, ela colhe ótimos frutos. A motivação, a valorização da marca, a qualidade de vida no trabalho e o aumento da produtividade são apenas alguns exemplos de vantagens de investir nas melhores práticas.

Conseguiu entender que investir em pessoas contribui tanto para a qualidade de vida no trabalho quanto para o crescimento do negócio? Então é hora de conhecer as melhores práticas de RH. É só continuar a leitura!

1. Desenvolver campanhas de incentivo

Essa dica pode ser aplicada em empresas de todos os tamanhos e orçamentos. Quer um exemplo disso? Você pode dar um brinde simbólico para aquele colaborador que mais se destacou no mês. Esse prêmio pode ser um bônus salarial, um desconto em determinado produto da sua empresa, um dia de folga ou até mesmo um vale-cultura.

O que precisa ter em mente é que sempre dá para implantar campanhas de incentivo e de reconhecimento. O trabalho a ser feito é entender o que o funcionário valoriza e descobrir como seu orçamento pode atendê-lo.

Outro cuidado é no momento de estipular metas. Elas devem ser alcançáveis, temporais, mensuráveis e relevantes. Por fim, a grande sacada das campanhas de incentivo é a forma de divulgação. É preciso comemorar as conquistas e comunicar à equipe quem são as pessoas que se destacaram.

2. Investimento em treinamentos

Como crescer enquanto empresa se as competências dos colaboradores estão estagnadas? Investir em treinamento e desenvolvimento é uma questão de sobrevivência. O papel do RH é capacitar a equipe por meio de cursos e formações relevantes para o negócio.

Comece por esses três passos iniciais:

  1. converse com o gestor da área para entender a necessidade de capacitação;
  2. analise os indicadores e entenda qual é o principal gargalo da empresa;
  3. faça um planejamento, pois realizar treinamentos requer tempo e precisa abranger todos os colaboradores.

Tenha em mente que o capital intelectual é o recurso mais importante de todos. São as experiências, habilidades, competências técnicas e conhecimentos que contribuem para o diferencial competitivo.

3. Gestão de benefícios

A gestão de benefícios é tão importante para a empresa que tem se tornado cada vez mais comum a contratação de consultorias especializadas no assunto para analisar o negócio e sugerir melhorias. São muitas opções no mercado: vale-refeição, seguro de vida, plano de saúde, plano odontológico, vale alimentação, vale-combustível e outros. O RH deve mapear quais são as necessidades do seu público para conseguir escolher o que trará mais resultado para a empresa. Não é sobre quantidade, e sim qualidade.

O Google, por exemplo, é uma potência que investe na qualidade de vida dos colaboradores. Apesar de a demanda por excelência, os colaboradores se deparam com um ambiente descontraído de trabalho, flexibilidade de horário e várias outras vantagens.

Todas essas práticas têm algo em comum: a necessidade de planejamento. Ideias existem de sobra. A diferença está na adaptação dessas práticas à realidade da sua empresa e na forma como ela vai atingir os colaboradores. É a reputação do RH e o orçamento disponível que estão em jogo.

Já aplicava algumas dessas práticas de RH em sua empresa? Deixe um comentário no post nos contando a sua experiência e de que forma você conseguiu melhorar os resultados da empresa. Se ainda não adotava nenhuma delas, conte-nos qual vai se encaixar melhor na sua equipe.

Solicite um orçamento de vale transportePowered by Rock Convert