As rápidas mudanças no mundo estão impactando diretamente a forma como as empresas atuam no mercado. Negócios que perduraram por décadas estão sendo substituídos e superados em pouquíssimo tempo por startups. As fábricas agora são automatizadas em um grau que antes pensávamos só ser possível em filmes de ficção cientifica.

Neste artigo, você poderá entender o que é liderança 4.0, um conceito que surge com o intuito de dar diretrizes para a atuação de profissionais em posição de comando, que precisam gerenciar os demais colaboradores nesse cenário. Continue a leitura!

O que é a quarta revolução industrial?

O termo “indústria 4.0” foi mencionado pela primeira vez em 2011 na Alemanha para descrever a informatização dos processos produtivos. Esse fato é considerado como sendo a quarta revolução industrial.

A primeira revolução industrial do final do século 18 viu o nascimento da manufatura usando máquinas movidas a água e vapor. A segunda ocorreu no início do século 20, quando as linhas de produção em massa eram movidas a energia elétrica. A terceira veio com a mudança da produção analógica e mecânica para a tecnologia eletrônica, com a automação de processos a partir da década de 1970.

Então, a quarta revolução industrial trouxe o uso intensivo de tecnologia de sistemas computacionais, e a geração e obtenção de dados em tempo real, possibilitando aumentar a produtividade e reduzir custos. Nessas chamadas fábricas inteligentes, as máquinas, sistemas de armazenamento e produção são capazes de realizar tarefas complexas, trocar informações de modo autônomo e dar instruções umas às outras, sem a necessidade de envolvimento humano.

Surge da aplicação prática de avanços como a Internet das Coisas (IoT, sigla em inglês), Realidade Aumentada, Inteligência Artificial e Computação em Nuvem, por meio dos quais os equipamentos passam a ser incorporados à tecnologia, fazendo com que possam se comunicar diretamente com os sistemas de TI e ser detectados por sensores.

Além disso, houve aumento considerável na capacidade de, na análise de dados, por meio de softwares capazes de capturar, filtrar e avaliar uma grande quantidade de informações (Big Data) provenientes de sistemas de fabricação em tempo real. Isso oferece benefícios às empresas em toda sua cadeia de suprimentos e permite maior poder de resposta às tendências de mercado.

Nesse contexto, o que é liderança 4.0?

A liderança 4.0 é um conceito cada vez mais difundido e diz respeito um novo estilo de liderar pessoas, tendo em vista as mudanças proporcionadas pela quarta revolução industrial. É uma abordagem que está ganhando espaço nos mais diversos setores, pois aborda as questões que envolvem a forma como as pessoas se integram à tecnologia.

Há quem só observe as máquinas e digitalização dos processos, deixando de lado os colaboradores que passam a ter outros papéis nas empresas. De fato, muitos funcionários serão substituídos. Porém, na verdade, o que se observa é a criação de novas oportunidades para desempenhar atividades cada vez mais complexas. E o líder precisa agir de uma maneira bastante decisiva, ajudando no desenvolvimento das pessoas e guiando a organização para o futuro.

A liderança 4.0 está relacionada a assumir a responsabilidade sobre a condução dessas mudanças, dando direção e estabelecendo mecanismos de gerenciamento claros em um ambiente aberto, digital e centrado nos funcionários. Isso porque, embora os processos estejam se tornando quase 100% automatizados, as pessoas que com eles interagem passam a ser vistas de maneira mais humana, com foco comportamental e sobre aspectos de relacionamento.

A quarta revolução é, essencialmente, sobre agilidade. As forças de trabalho precisam se empenhar na análise de dados, de maneira a responder rapidamente para embasar as decisões em toda a empresa.

As equipes não são mais fixas, mas, sim, formadas a partir das habilidades necessárias para os projetos multifuncionais. Isso exigirá habilidades excepcionais de organização e delegação de líderes digitais, que precisam entender onde estão esses talentos e como distribuir tarefas de acordo com cada competência.

Os locais de trabalho estão se tornando mais transparentes e inovadores. Cabe aos líderes 4.0 serem promotores de uma cultura criativa, se mover e se ajustar conforme as mudanças e as situações de mercado. Esse novo ambiente tende, portanto, a ser desconfortável para muitos que estão acostumados a um modelo de gestão tradicional, mais fechado e rígido.

A liderança precisará espelhar as mudanças da indústria 4.0, demonstrando conectividade e alta capacidade de empatia e compreensão. Líderes digitais eficientes são responsáveis ​​pela interação constante entre tecnologias, máquinas e pessoas, enquanto alimentam o compartilhamento contínuo de conhecimentos, o desenvolvimento de habilidades, a colaboração e a inovação.

Como implementar a liderança 4.0?

As implicações da quarta revolução industrial trazem desafios enormes. Os líderes precisam reconhecer essas demandas e ajustar a maneira como conduzem as equipes para que as empresas consigam ser sempre relevantes e capazes de se adaptar ao que o mercado exige.

Promova o diálogo

A melhor forma de lidar com as expectativas das pessoas é deixando que tenham espaço para falar abertamente. Quanto mais transparente for o diálogo, maior será a capacidade do líder de identificar o que motiva os colaboradores e os faz sempre buscar por alternativas que possam diferenciar a empresa. A comunicação é uma habilidade-chave para o líder 4.0.

Ofereça flexibilidade

Nesse ambiente digital extremamente ágil e conectado, as pessoas deixam de se sentir confortáveis com velhos postos de trabalho e horários rígidos. É preciso se transformar também nesse sentido, oferecendo opções como jornadas flexíveis e trabalhos home-office, que tendem a gerar maior grau de satisfação e interesse para os grandes talentos.

Invista em inovação

A inovação está no centro das atenções e deve ser uma das principais orientadoras das ações do líder 4.0. As empresas que não forem capazes de inovar e buscar novas soluções para os clientes correm sérios riscos de serem superadas. Por isso, a criatividade e a troca de ideias devem ser incentivadas constantemente e as pessoas que se destacarem, reconhecidas.

Adote a avaliação contínua

Quanto mais as pessoas recebem feedbacks a respeito dos resultados que geram e da maneira como se comportam, maior será a capacidade delas de se desenvolverem. Essas novas formas de lidar com os processos produtivos demandam profissionais interessados em aprender e evoluir continuamente.

Com certeza, implementar a liderança 4.0 demanda grandes esforços. Deve ser um trabalho feito de maneira inteligente e com o apoio da alta direção. Além dos investimentos nas tecnologias para fazer com que a empresa esteja sempre capaz de atender aos consumidores, é preciso fazer com que as pessoas desenvolvam as competências que são importantes para lidar com todas essas novidades.

Agora que você já sabe o que é liderança 4.0, que tal descobrir mais sobre como fazer a avaliação de desempenho de seus colaboradores?

Acompanhe no Facebook nossas postagens!

Fale com um consultorPowered by Rock Convert
Solicite um orçamento de vale transportePowered by Rock Convert