Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Nos últimos anos, uma geração de pessoas tem transformado o ambiente corporativo, por meio de uma nova forma de trabalhar, se relacionar e entender o mundo. Com a inserção dos millennials no mercado de trabalho, as empresas tiveram que se adaptar a uma realidade em que os profissionais têm novos valores e anseiam por desafios diferentes.

Essa transformação acontece, em grande parte, porque, diferentemente das gerações anteriores, as pessoas da geração Y já são envolvidas logo cedo com novas tecnologias e o meio digital. Assim, elas se adaptam com mais facilidade às mudanças oferecidas pelo rápido desenvolvimento tecnológico.

No entanto, essa é uma análise superficial, apenas um recorte de como essa geração tem influenciado as relações trabalhistas. Neste post, falamos um pouco mais sobre esses profissionais e como as empresas podem lidar com os millennials no mercado de trabalho. Acompanhe!

O que são millennials?

A geração Y é formada por aqueles que nasceram entre 1980 e 1995. Pela sua proximidade com a virada do milênio, ficaram conhecidos como millennials. Diferentemente das gerações anteriores, essas pessoas já nasceram em um contexto de grande urbanização e desenvolvimento tecnológico, estando habituados a uma evolução rápida das tecnologias, como no caso dos computadores pessoais e dos smartphones.

Além disso, nos últimos 30 anos, o mundo acompanhou uma revolução social bem mais rápida do que aconteceu no passado. As pessoas tiveram mais acesso ao ensino e à informação, as mulheres estão conquistando mais espaço no mercado de trabalho e a tecnologia substituiu inúmeras profissões, abrindo caminho para o surgimento de novas.

Por outro lado, os millennials também assistiram ao agravamento de problemas ambientais e de tensões sociais, bem como a grandes mudanças políticas, como o fim da polarização entre o capitalismo e o socialismo. Ou seja, a geração Y cresceu em um mundo em constante transformação.

Quais as características de um millennial?

Podemos dizer que a principal característica dos millennials seja a sua adaptabilidade a mudanças. Em alguns casos, isso se reflete na própria inclinação desses profissionais a preferirem um ambiente inovador e com grandes desafios. São mais empreendedores, autônomos, criativos e gostam de participar das decisões.

Outra característica marcante e que chama atenção é a conectividade. Afinal, muitos dos millennials cresceram conectados à internet e às tecnologias digitais. Por isso mesmo, estão mais inseridos nas redes sociais e conseguem administrar melhor um fluxo intenso de tarefas e informações simultâneas.

Os millennials no mercado de trabalho também são mais engajados em causas sociais e ambientais, defendendo mais diversidade e inclusão. Por isso, costumam buscar empresas que compartilham desses valores e que tenham um ambiente mais inovador e instável, que acompanhe melhor as próprias transformações na sociedade e até se antecipe a elas.

No entanto, essa busca constante por inovação e informações pode deixá-los mais suscetível a problemas relacionados à saúde mental, como a síndrome de burnout. Apesar da grande conectividade no mundo virtual, os millennials podem ter mais dificuldade em se relacionar com as pessoas no mundo real.

Sem contar que, muitas vezes, o excesso de autonomia prejudica as relações de trabalho em ambientes hierarquizados e pouco aberto a mudanças. Assim, é comum que os pertencentes à geração Y sejam mais inclinados a mudanças de empregos, aumentando o turnover nas empresas.

Powered by Rock Convert

Portanto, as mesmas características que favorecem os millennials no mercado de trabalho são aquelas que podem prejudicá-los. Obviamente, isso não é uma regra para todas as pessoas dessa faixa etária, mas serve para orientar as empresas a criarem estratégias que facilitem o aproveitamento das qualidades desses profissionais e a retenção desses talentos.

Como lidar com millennials no mercado de trabalho?

É comum que as empresas mais novas consigam lidar melhor com os millennials no mercado de trabalho. Até porque muitas delas foram criadas e são gerenciadas por pessoas dessa geração. Isso não significa que as organizações mais tradicionais e consolidadas também não possam se adaptar a esse público.

Pelo contrário, boa parte das mudanças a serem implementadas contribuem para a inovação e a adaptação a um mercado em transformação. Obviamente, essas mudanças podem variar bastante de uma organização para outra, de acordo com o tamanho, o setor em que atuam e a sua cultura organizacional. De qualquer forma, podemos destacar as ações, a seguir.

Aproveite a conectividade

Se os colaboradores já estão mais habituados à tecnologia, essa característica pode ser aproveitada pela empresa com a introdução de novas ferramentas. Possivelmente, eles terão mais facilidade em aprender a manuseá-las, favorecendo a redução de custos e o aumento da produtividade.

Cuide da satisfação dos colaboradores

Se os millennials não são tão preocupados com a estabilidade no ambiente de trabalho, é fundamental que as empresas invistam em ações que aumentem a satisfação deles. Ora, basta lembrar que eles compartilham mais as experiências nas redes sociais, sejam boas ou ruins. Uma crítica de um funcionário insatisfeito pode prejudicar bastante a reputação de um negócio, podendo ser vista por milhares e até milhões de pessoas. Ou seja, é preciso zelar para que esses profissionais se sintam motivados e engajados na organização.

Invista na retenção de talentos

Os millennials nem sempre são motivados por salários. Eles também buscam ter um bom plano de carreira e desenvolvimento, além de benefícios que demonstrem o quanto a empresa os valorizam. Sem contar que devem acreditar nos valores do negócio. Por isso, é fundamental adotar políticas que visem o comportamento ético e o compromisso com a sustentabilidade, a diversidade e a inclusão.

Preste atenção às suas ideias

Outra forma de lidar com os millennials no mercado de trabalho é ouvindo as ideias deles. Afinal, são pessoas que estão ligadas a todas as novidades, buscando sempre coisas novas, que podem beneficiar bastante a empresa. Do contrário, eles podem se sentir desmotivados e desvalorizados pela organização.

Tenha um ambiente mais flexível

A instabilidade mais acentuada dos millennials não precisa ser vista como um problema. Para contornar essa situação, pode-se adotar horários flexíveis, home office e outras políticas de flexibilização que favoreçam a produtividade desses profissionais.

Apresente desafios novos

Uma tendência é que os millennials fiquem entediados e desmotivados com rotinas e processos massantes. Por isso, o ideal é sempre apresentar novos desafios e responsabilidades.

O fato é que não dá para fugir da geração Y, uma vez que eles formam boa parte dos profissionais, além de serem bastante capacitados e preparados. O melhor é adotar estratégias de retenção dos millennials no mercado de trabalho, como a flexibilização nos processos e uma boa gestão de benefícios, pois eles têm muito a oferecer.

Gostou de saber como lidar com os millennials e quer entender melhor como a gestão de benefícios pode ajudar a reter esses profissionais? Então, entre em contato conosco e conheça os nossos serviços!

Nos siga no Instagram!