Comunicar uma notícia negativa para alguém nunca é fácil. Precisamos pensar no que, como e quando falar para que a pessoa entenda da melhor maneira possível a informação que foi passada. No momento de demissão do funcionário, não poderia ser diferente, pois a pessoa responsável precisa ter organização, empatia e muita compreensão.

A equipe que realizará a demissão precisa entender que o desligamento do colaborador afetará um grupo grande de pessoas. Além de impactar a carreira, a autoestima e o sustento da família do funcionário, essa notícia fará todos os seus colegas repensarem o motivo para a demissão e se eles podem ser os próximos.

Todo o processo de demissão pode ser desgastante para a empresa, sendo preciso organizar a documentação, combinar rescisões de contrato, pagar o proporcional do salário, 13º, férias e benefícios. Depois é necessário informar o colaborador de seu desligamento e comunicar aos seus colegas que a pessoa não faz mais parte da empresa.

Cansa só de pensar em passar por tudo isso, não é mesmo? Mas não se preocupe, pois separamos algumas dicas para ajudá-lo a conduzir a demissão do funcionário de maneira tranquila para todos os envolvidos. Boa leitura!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

1. Escolha um momento e um local adequado

Escolha com cuidado o local onde ocorrerá a demissão do funcionário, de preferência uma sala mais reservada, onde não haverá muitas pessoas para presenciar a conversa. Dessa forma, você consegue ter um diálogo mais tranquilo e longe dos colegas de equipe da pessoa, já que a privacidade dela nesse momento deve ser respeitada.

Outro ponto é a escolha do melhor momento para explicar e comunicar o motivo da demissão. Evite datas próximas do Natal, do aniversário, da perda de um ente querido ou do retorno de uma licença ou das férias. É importante entender que esses acontecimentos juntos à demissão podem piorar a saúde mental e emocional do colaborador.

2. Agende a reunião com o colaborador

Quando a demissão de um funcionário pode ser programada, você consegue fazer um planejamento dos detalhes da conversa, separando os principais pontos que devem ser abordados para que ele entenda a decisão. Aproveite também para organizar toda a documentação necessária para realizar a demissão do funcionário.

Apenas comunique a decisão às pessoas que devem fazer parte do processo de demissão, como alguém do setor financeiro e administrativo, por exemplo. Para resguardar o profissional e a empresa, essa informação não pode vazar. Depois disso, marque uma reunião com o colaborador em um horário que seja tranquilo para todos os envolvidos.

3. Faça a demissão pessoalmente

Por mais tecnológico que os sistemas tenham se tornado, algumas decisões e comunicados não devem ser informados via e-mail, ligação telefônica ou mensagem. Por ser um assunto que muitos consideram delicado, tente fazer a demissão pessoalmente. Mostre que respeita o profissional ao reservar um tempo para explicar a decisão presencialmente.

Powered by Rock Convert

Essa postura demonstra profissionalismo, respeito e capacidade de lidar com as decisões tomadas. Isso também lhe permite controlar a situação e a reação do funcionário ao receber a notícia. Tente sempre incluir o supervisor direto dele nesse momento, que poderá dar o feedback ao colaborador para que ele entenda melhor os motivos para o desligamento.

4. Explique os motivos para o desligamento

Antes da reunião, separe em tópicos todos os motivos para a demissão do funcionário, seja por não alcançar bons resultados na avaliação de desempenho, seja por questões comportamentais ou profissionais, seja por necessidade de redução de custos da empresa. Deixe claro que cada ação contribuiu para o desligamento, evitando o aparecimento de boatos e interpretações equivocadas.

Explique, de maneira clara e objetiva, sem dar voltas no assunto. Quanto mais tempo você levar para comunicar, pior será para o colaborador. Ele poderá se sentir desconfortável e formular várias teorias sobre os motivos pelos quais foi chamado, e tudo isso pode piorar a reação do funcionário quando você finalmente informar da demissão.

5. Seja cordial durante a conversa

Não piore a experiência do funcionário de ser demitido. A sua postura e o comportamento afetarão a forma como ele receberá a notícia. Seja cordial, respeitoso e empático com ele, e entenda que essa é uma situação difícil e complicada de se lidar. Trate o colaborador da mesma maneira que sempre o tratou, pois isso o deixará mais confortável naquele momento.

Se você for grosseiro, arrogante e faltar com o respeito, o funcionário pode canalizar o seu comportamento e replicá-lo. Quando os ânimos se alteram, a situação pode sair do controle, podendo representar perigo para a segurança dos envolvidos. Por isso, não se esqueça de conduzir a demissão da mesma maneira que deseja que conduzam a sua.

6. Respeite a reação do colaborador

Trabalhamos com os mais diversos tipos de pessoas, que têm experiências de vida únicas e lidam com as notícias de maneira distinta. Nesse caso, não é diferente. A demissão normalmente é um evento negativo na vida do funcionário, que apresentará uma forma de se expressar, podendo ser de aceitação, negação ou não apresentando reação.

Observe o seu comportamento durante a reunião, evite pedir desculpas ou fazer comentários que podem ser entendidos como hipocrisia ou provocação. Tente conduzir a conversa para algo mais leve e natural e deixe claro que a decisão foi tomada, mas que isso não quer dizer que o funcionário não pode ter sucesso em outro emprego.

Não precisamos lembrar que ninguém gosta de demitir as pessoas, pois é uma experiência difícil e desagradável para todo mundo. Infelizmente, em alguns momentos, é necessário, seja por corte de custos, seja por falta de adaptação do funcionário à cultura organizacional da empresa, seja por haver resultados abaixo do esperado durante um longo período.

Para evitar que o processo de demissão do funcionário não seja tão desgastante, tanto para o colaborador quanto para a empresa, é importante ter uma boa gestão de pessoas e seguir as dicas que citamos ao longo do texto. Quanto menor for o impacto do desligamento, menos traumatizante será todo o processo, sendo benéfico para a imagem da empresa e dos negócios.

E aí, gostou de nossas dicas para fazer a demissão do funcionário de forma mais tranquila? Então, não deixe de nos seguir em nossas redes sociais e fique em dia com as novidades. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no YouTube e no Instagram!