Oferecer a cesta de final de ano para funcionários é uma forma de valorizá-los pelo trabalho realizado ao longo do período de trabalho. Você já aplica essa estratégia na empresa? 

Assim como as demais opções de benefícios, trata-se de algo que motiva a equipe e pode ser positivo para o negócio. Mas, para obter o resultado desejado, é necessário planejar tudo com atenção, avaliar o modelo ideal de cesta de Natal e investir em outras maneiras de engajamento. 

Quer saber mais sobre o assunto e acertar na oferta da cesta de final de ano para funcionários? Então, continue a leitura e veja as dicas que separamos!

Por que é importante oferecer benefícios aos colaboradores?

Alguns benefícios são obrigatórios, como acontece com o vale-transporte, enquanto outros ficam a critério da empresa e fazem parte da estratégia de endomarketing para manter a motivação e o engajamento da equipe. Além disso, eles costumam ser bastante valorizados pelos colaboradores e contribuem para a atração e retenção de talentos.

Sendo assim, se a empresa busca uma equipe produtiva e qualificada, precisa investir nisso. Bons exemplos de benefícios oferecidos aos trabalhadores são: 

  • plano de saúde;
  • cartão-alimentação;
  • jornada de trabalho flexível;
  • convênio com academias e instituições de ensino;
  • previdência privada;
  • vale-presente. 

Além desses itens que podem fazer parte do pacote de benefícios da companhia ao longo do ano, há os sazonais, como aqueles relacionados à época de Natal, ou as bonificações anuais por metas. Todos eles são positivos para os resultados e proporcionam vantagens como:

  • motivação;
  • engajamento;
  • melhora no clima organizacional; 
  • bem-estar e qualidade de vida;
  • atração e retenção de talentos. 

Quais são a melhores opções de benefícios para o final do ano? 

Esse período é um bom momento para investir em ações diferenciadas e reconhecer a atuação dos profissionais. Como resultado, é possível aumentar a satisfação do time com o trabalho e contribuir para a motivação no próximo ano. 

Muitas empresas optam pela cesta de final de ano para funcionários, mas ainda há outras opções para essa época, como a oferta de panetones ou vale-presente. Se você quer acertar na estratégia, é importante analisar cada um dos itens e ver quais deles estão mais alinhados ao perfil da equipe. 

Cesta de Natal

A cesta de Natal costuma agradar aos colaboradores e suas famílias, uma vez que os itens oferecidos serão utilizados por todos. Como há diversos fornecedores e modelos no mercado, é possível escolher o produto mais atrativo de acordo com o perfil do público interno e o orçamento para a ação. Isso inclui ainda o vale-alimentação de Natal, que disponibiliza o benefício em um cartão. 

Bonificação

Algumas companhias aproveitam o final do ano para oferecer uma bonificação extra aos profissionais. Esse bônus pode estar relacionado à participação nos lucros e ser disponibilizado para toda a equipe — ou consistir em prêmios financeiros por metas de acordo com as regras estabelecidas pela empresa. 

Vale-presente

Outra forma de valorizar os funcionários no final do ano é o vale-presente. A opção é interessante, pois a empresa determina o valor e a pessoa que recebe a gratificação fica livre para escolher o item que considerar mais adequado. 

Festa de confraternização 

A festa de fim de ano é um momento importante em muitas organizações. Além de valorizar a equipe, contribui para o relacionamento e une profissionais de diversos cargos ou áreas, por isso deve ser planejada com cuidado. É possível realizá-la em um espaço de eventos, investir em shows ou promover um jantar de confraternização, entre outras ideias.

Quais vantagens a cesta de final de ano para funcionários proporciona?

Você não precisa estipular apenas um benefício para o final do ano. Sendo assim, oferecer a cesta de Natal como uma das estratégias será significativo para a satisfação dos colaboradores e a manutenção de um relacionamento com seus familiares.

Diferentemente da festa de confraternização, que geralmente é voltada apenas ao público interno, esse tipo de presente será útil a toda a família. Outra vantagem da cesta de final de ano para funcionários é o custo-benefício: como há uma diversidade de modelos, é possível adequá-la ao orçamento da companhia.

Além disso, você pode personalizar os itens de acordo com o perfil do grupo que receberá o presente, com categorias diferenciadas para diretores e gestores, por exemplo. Mas, como nem tudo é perfeito, há alguns pontos que precisam ser considerados.

O primeiro deles se refere à escolha dos produtos (que pode não agradar a todos, já que as pessoas têm perfis e gostos distintos). Para minimizar os riscos, a dica é selecionar itens variados, de qualidade e que sejam úteis nas ceias do fim do ano, como chocolates, panetone, vinho, frutas secas etc.

Outro fator relevante envolve a logística — é necessário definir se a cesta será entregue na casa do colaborador ou na empresa. Neste último caso, não se esqueça de providenciar um local para o armazenamento e planejar a distribuição. 

Caso a estratégia pareça um pouco trabalhosa, há uma alternativa mais prática: o vale-alimentação de Natal. Com ele, é possível disponibilizar o benefício para a comemoração da data e ainda minimizar os riscos devido à insatisfação com a seleção dos produtos. Isso porque cada pessoa poderá selecionar os alimentos que desejar e não haverá preocupação com os custos para entrega ou armazenamento.

Dicas para escolher o modelo ideal 

Independentemente de optar pela cesta de Natal física ou pelo cartão-alimentação de Natal, é importante dar atenção a alguns detalhes para que a experiência dos trabalhadores seja positiva.

Avaliar o perfil da equipe é o primeiro passo. Veja qual modelo será mais adequado de acordo com a realidade do time — se a maioria dos funcionários mora longe da empresa, optar pelo cartão de Natal pode ser mais interessante, já que evita questões de logística e eles conseguirão adquirir os produtos nos estabelecimentos que considerarem mais adequados.

A escolha do fornecedor é outra questão relevante. Na cesta de Natal tradicional, é fundamental analisar a variedade e a qualidade dos produtos, além da pontualidade na entrega. Já no cartão de Natal, a dica é conferir se é aceito em uma ampla rede de estabelecimentos, para agregar mais praticidade ao momento de utilizar o benefício.

Viu só como oferecer cesta de final de ano para funcionários pode ser algo positivo ao negócio? Portanto, analise o perfil da equipe e o orçamento para a ação, estipulando a estratégia mais adequada para garantir a satisfação de todos! 

Gostou das dicas acima? Então, assine nossa newsletter para receber outros conteúdos em primeira mão! 

Solicite um orçamento de vale transportePowered by Rock Convert